O GLOBO

Sábado, 14 de outubro de 2006

Economia


Varejo inicia temporada de Natal

Erica Ribeiro e Bruno Rosa

Estratégia inclui prazos de pagamento maiores para tentar elevar vendas

O comércio antecipou o Natal. Lojas de rua, supermercados e shoppings já vendem árvores, enfeites, bebidas e roupas para tentar impulsionar os negócios em até 30% neste fim de ano, em relação ao mesmo período do ano passado. A estratégia, que ainda inclui a venda de produtos com cheques para dezembro e até janeiro, é tentar anular os prejuízos causados principalmente nos meses de junho e julho, por causa da Copa do Mundo.

Antônio César Carvalho de Oliveira, diretor da Acomp Consultoria e Treinamento, acredita que a antecipação do varejo visa a aquecer as vendas no comércio, prejudicadas pelo fraco movimento. Para o especialista, as redes investem em novidades para conquistar o décimo terceiro salário dos consumidores:

- O varejo tenta a todo custo inverter o quadro negativo das vendas. Até dezembro há um grande número de feriados, que vai prejudicar os negócios. Se as taxas de juros continuarem caindo, a alta real nas vendas será de 4%.

Para José Sabino, gerente da Caçula na Rua da Alfândega, no Centro do Rio, as vendas antecipadas de artigos natalinos devem elevar os negócios em 30%. A loja foi decorada há três semanas e os resultados já são comemorados, reflexo da maior oferta de produtos em relação a 2005. São cinco modelos a mais de árvores, com preços entre R$10 e R$400.

- Estamos vendendo cerca de quatro modelos de árvores por dia. As pessoas sempre compram enfeites antes e deixam os presentes para a reta final. Antecipamos o Natal para atrair as empresas, que compram enfeites para decorar suas lojas - diz Silva.

Denyse de Sant’Anna foi com o filho Matheus, de 9 anos, às lojas da Sociedade dos Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega (Saara), para escolher enfeites de Natal.

- Tenho duas árvores para enfeitar. Haja decoração para comprar este ano disse Denyse.

Lojas aumentam prazo do crediário

A dentista Márcia Weiland aproveitou o feriado prolongado para comprar uma árvore: - Eu pretendo gastar cerca de R$400.

O diretor-geral da grife de roupas femininas Enjoy, Julio Dahis, iniciou outubro com a promoção para pagamento com cheque para 20 de dezembro. Segundo ele, muitos clientes já estão indo às lojas para antecipar as compras de Natal. Dahis afirma que a venda com cheque para o fim do ano atrai clientes e garante dinheiro antecipado no caixa.

O cheque para dezembro é uma garantia de venda em um momento em que o consumidor tem uma renda maior. Mesmo pagando juros com o desconto de recebíveis (as lojas trocam com empresas financeiras os cheques pré-datados por dinheiro, mas pagam taxas por isso), vale a pena. O dinheiro no caixa ajuda a reduzir as perdas. Acredito que o varejo teve uma queda nos meses de junho e julho, por causa da Copa - diz o executivo, que espera a volta de clientes em dezembro, quando planeja esticar o pagamento com cheques para março.

Segundo dados do IBGE, em julho as vendas do comércio no país caíram 0,45% em relação a junho, quando o recuo já havia sido de 0,31%.

O analista de negócios Paulo Roberto Carvalho decidiu antecipar as compras e escolheu os presentes na Sandpiper do BarraShopping. Além de aproveitar a promoção de pagamento com cheque para 20 de dezembro, antecipou as compras para fugir do tumulto típico do período de festas de fim de ano:- Vou aproveitar a facilidade de pagar somente em dezembro.

Além da Sandpiper e da Enjoy, grifes como Corpo & Alma aceitam cheque para 5 de janeiro. A Opção oferece pagamento para 60 dias. A rede Casas Bahia lançou a promoção de pagamento para dezembro, exceto para móveis. A promoção vale até hoje. A South, do Center Shopping Jacarepaguá, garante cheque para 10 de dezembro nas compras acima de R$100. A partir de 20 de outubro, a loja vai aceitar cheque para 10 de janeiro nas mesmas condições.

- A idéia é incentivar o cliente a antecipar suas compras garantindo o pagamento para depois da chegada do décimo terceiro - diz Sérgio Santos, gerente da South.

Décimo terceiro vai injetar R$48 Bilhões

As oito lojas da rede Mademoiselle também já se prepararam para as compras natalinas. Segundo os sócios Ricardo e Thomas Beildeck, a grife, que já vende vestidos longos feitos especialmente para a data, conta com parcelamento de quatro vezes sem juros e cheques para 60 dias.

- Estamos a dois meses do Natal. As mulheres que não gostam da adrenalina em dezembro preferem comprar neste momento. Por isso, conseguem melhores produtos e boas facilidades na hora da compra - explica Ricardo.

O pagamento do décimo terceiro salário deve dar ânimo extra aos clientes. Segundo economistas, serão R$48 bilhões injetados na economia.

- Parte desse montante será destinada ao pagamento de dívidas - ressalta Oliveira, da Acomp, lembrando, porém, que em setembro houve um recuo de 7% na inadimplência de pessoas físicas sobre o mês anterior, segundo a Serasa.

Os supermercados já decoraram suas lojas. O Carrefour começou a vender cervejas importadas para o Natal. Rótulos ingleses, irlandeses e franceses são as opções nas 57 lojas da rede. No Pão de açúcar, as encomendas de panetone aumentaram 5%, e os produtos estão sendo vendidos desde setembro. A rede espera alta de 10% nas vendas de panetone em relação ao ano passado. Enfeites para árvore de natal, jogos americanos e panos de prato bordados com tema natalino já estão nas gôndolas. A expectativa é de alta de 50% nas vendas sobre o ano passado.

==========================================================

Nota da ACOMP:

Conheça os Serviços da ACOMP Consultoria e Treinamento para o Varejo de Consumo, Shoppings Centers, Centros Comerciais, Lojas de Conveniência, e Supermercados. Ligue (21) 2445-5444

 

Clique aqui e conheça o Plano ACOMP Shopping
Tudo que o seu Shopping precisa para ser um Sucesso !

 

 

Leia mais ...

 

Clique aqui para conhecer os Serviços da ACOMP

 

 


ACOMP Consultoria e Treinamento
"Soluções em Negócios"

Tel. 55 (21) 2445-5444 / 9676-9040

www.acomp.com.br - O site do Empresário !