10 de Agosto de 1999


A escolha do profissional certo para cada função

Teste de aptidão ajuda na identificação de características


Roberta Cecchetti

Colocar o profissional certo, na lugar certo e na hora exata. Essa é a principal preocupação das companhias, que começa no momento da seleção. Afinal, funcionário produtivo é sinônimo de maior rentabilidade. O próximo passo é adequar a pessoa ao cargo. No entanto, este pode ser o momento mais delicado de um processo seletivo.

Em uma mesma profissão, existem várias áreas de atuação. Desta forma, um bom profissional pode estar mal aproveitado em alguma função. Para diminuir esse risco, métodos modernos estão sendo usados para avaliar e comparar o perfil profissional com o do cargo ocupado.

É cada vez maior o número de companhias interessadas em adequar melhor seu corpo de funcionários. Para isso, estão recorrendo a sofisticados testes de aptidão, com resultados bastante satisfatórios. Algumas já estão até usando os testes como instrumento também para auxiliar na seleção de funcionários.

A Dimensão - Consultoria & Educação vem utilizando há cinco anos o Sistema Thomas de Análise de Perfil. O diretor da Thomas International, Jorge Matos, explica que o teste tem como objetivo ajudar a identificar características profissionais dos empregados. "A partir daí é possível desenvolver ou aperfeiçoar essas características conforme o cargo ocupado. Em algumas casos, o método serve para realocar funcionários".

Atualmente, cerca de 30 mil empresas em todo o mundo já utilizam o método. Só no Brasil, a Thomas tem uma carteira com mais de uma centena de clientes, entre eles o Grupo Icatu, Caixa Econômica Federal, Banco Boavista, Golden Cross e Coca-Cola.

Para elaborar um relatório sobre o comportamento profissional de determinada pessoa, é preciso que ela preencha um formulário de 96 palavras organizadas em grupos de quatro colunas e 24 linhas. A coerência da resposta é analisada por um software que produz, em três minutos, um relatório de três páginas.

No final, são apresentados três gráficos que apontam todas as características profissionais da pessoa. Vale lembrar que a aplicação do teste não dispensa entrevistas no processo de seleção, mas não deixa de ser um bom instrumento para a área de Recursos Humanos.

- Quando se colocam as pessoas certas nos lugares certos, melhores serão os resultados obtidos pelas companhias - garante Matos. As variações entre o perfil do executivo eo do cargo não significam, no entanto, que está na hora de mudar de profissão ou que está prestes a ser demitido.

O consultor Antônio César Carvalho de Oliveira, da Acomp, comenta que os testes são importantes. "O funcionário precisa ter uma visão holística da companhia. Sendo assim é comum a troca de função. No entanto, o profissional pode não se adequar a um determinado cargo. Daí a necessidade de testes como esse".

 

Clique aqui para conhecer os Serviços da ACOMP


ACOMP Consultoria e Treinamento
Tel. 55 (21) 2445-5444 - www.acomp.com.br

O site do Empresário !