logo_jcom11a.gif (5213 bytes)

Sexta-Feira, 05 de Janeiro de 2001

Opinião / Perspectivas

A redução dos juros americanos em 0,5 ponto percentual deverá determinar, no Brasil, queda equivalente na taxa de juros da economia (Selic)?

"Existe a possibilidade de queda nas taxas de juros na economia brasileira ainda este mês, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). Ao baixar a taxa Selic em dezembro, o Banco Central já sinalizava que outra diminuição poderia acontecer. A redução das taxas será benéfica para o desenvolvimento do comércio e da indústria nacional, além de estimular a entrada de capital estrangeiro no País. A restrição ao crescimento do Brasil apenas acontecia por fatores externos, mas pelo visto a recessão americana durará apenas um trimestre".

Luiz Roberto Azevedo Cunha
Diretor do Instituto Fecomércio

"A queda da taxa de juros na economia americana poderá influenciar, sim, a diminuição das taxas no Brasil. Acredito que na reunião do Copom, no final deste mês, os juros caiam mais 0,5 ponto percentual. A previsão é a de que os Estados Unidos não sofram tanto com a recessão, já que a queda dos juros estimula o consumo da população. O ponto negativo será a desvalorização dos títulos do Tesouro americano. Essa redução fará com que os papéis norte-americanos fiquem menos atraentes e os investidores migrem para outros países atrás de mais rentabilidade. A taxa de juros no País está caindo rapidamente e isso é um bom sinal para a economia nacional. Não acredito que após janeiro os índices brasileiros possam cair ainda mais".

Marcelo Queiroga
Analista da Mercobank S/A - Corretora de Títulos e Valores Mobiliários

"O Banco Central brasileiro já sinalizou a possibilidade de baixar a taxa Selic neste mês. A diminuição nas taxas de juros não apenas deixará o País fortalecido internacionalmente, mas incentivará investimentos por parte dos empresários, além de facilitar a entrada de capital estrangeiro no Brasil. A economia nacional está estabilizada e os investidores externos crêem nisso. O exemplo veio do avanço em um ponto na classificação no ranking da agência Standard & Poor's. O Brasil subiu no conceito da consultoria, graças à melhoria nas das contas públicas nacionais".

Antônio C. Carvalho Oliveira
Diretor da Acomp Consultoria e Treinamento

 

Clique aqui para conhecer os Serviços da ACOMP


ACOMP Consultoria e Treinamento
Tel. 55 (21) 2445-5444 - www.acomp.com.br

O site do Empresário !