Sábado, 16 de Setembro de 2000   

Internet & Cia 

Empresas utilizam intranets na relação com funcionários

Conceito de business-to-employee cresce com vantagens da Web

Giselle Andrade

As vantagens trazidas pela Internet começam a alcançar também a relação entre empresas e funcionários. A política, conhecida atualmente como business-to-employee, começou a ser adotada por volta de 1995. Com a disseminação das intranets - redes locais baseada em tecnologias Web -, os empresários descobriram que era possível transportar a gestão dos recursos humanos para dentro dos computadores, com otimização do tempo, transparência na comunicação, aumento da satisfação do funcionário e redução do uso de papéis.

No início, havia resistência do usuário, mas aos poucos a velocidade na troca de informações convenceu as empresas do valor das intranets. "Antes, era impossível o funcionário acessar seus dados pessoais. Hoje, isso é feito através da Web. É uma porta que se abriu," comenta Arquimedes Amaral, programador da Reduc. "A intranet é um canal eficiente e barato, que a empresa pode utilizar para manter o funcionário bem informado sobre qualquer assunto, de decisões importantes a listas de ramais e formulários de reembolso", completa Rodrigo Azevedo, diretor da FSB Comunicação.

Troca de informações

A velocidade é apontada como uma das maiores vantagens do business-to-employee. "Qualquer dado da empresa pode ser disponibilizado. Programas como Word, Excel e Access já estão sendo convertidos para o ambiente Web. Isso agiliza a troca de informações pelos setores", diz Amaral.

A utilização da intranet na relação com o empregado pode significar ainda ganhos operacionais para as empresas. Procedimentos manuais, como requisições de verba e comunicação interna, são automatizados. Com isso, o ambiente Web torna-se instrumento eficaz na organização e redução da circulação de papel.

Dependendo da necessidade da empresa, é possível incorporar à intranet links para acesso à Internet e recursos para criação de seções personalizadas. "Nossa rede possui e-mail, forum para discussão e um mecanismo de chat que possibilita participar de reuniões estando fora da empresa", exemplifica Alexandre Ribenboim, vice-presidente da MLab.

Cada empresa, ao implantar uma intranet, cria uma maneira de chamar a atenção dos funcionários para o uso da rede. Informações diárias, classificados e listas de aniversariantes são utilizados para aumentar a participação dos empregados.

Segundo o gerente de recursos humanos da ATL, Celso Cunha, a rede gerou na empresa velocidade e transparência na comunicação. "A empresa que não estiver na intranet estará fadada ao risco da comunicação truncada", afirma.

Mas é importante ressaltar que, para entrar no mundo informatizado, é necessário que a empresa tenha uma cultura de uso da Internet. "A necessidade de lucro rápido pode fazer com que a intranet traga prejuízos. Para implantar o sistema, a empresa tem que estruturar-se, mecanizar-se e depois criar a rede. Primeiro, tem que funcionar no papel, para depois ser implantada", ensina o consultor de empresas Antônio César Oliveira. "As grandes empresas não raciocinam em nível local e sim global. Há uma demanda maior de informação para difundir entre os funcionários.

Essas empresas já possuem a primeira etapa. Elas sabem o que querem, por que querem e como querem. Por isso, estão na frente das pequenas e médias", comenta.

Atualização do conteúdo

Na adoção de uma estratégia bem-sucedida de business-to-employee, é preciso também que sejam definidos os responsáveis pela atualização do conteúdo. "Na nossa empresa cada um ficou responsável por uma parte. Se uma informação está desatualizada no campo dos ramais, por exemplo, todos sabem a quem procurar", diz Amábile Regina de Oliveira, gerente de Marketing da DMi.

Segundo Amábile, a criação de um nome para a rede foi fundamental para que todos na empresa se interessassem pelo que surgia de novo. "Decidimos que a rede se chamaria zapnet. Fizemos um lançamento e constantemente estamos lembrando aos funcionários que tudo que precisam pode ser encontrado na rede. O projeto zap é constituído da zapnet, de um cibercafé e do correio eletrônico. O nosso único problema, hoje, é ligar os funcionários que trabalham na rua à rede interna. Tudo é feito através da colaboração e conscientização dos empregados, por isso deu certo", diz.

------------------------------------------------------------

Perfil do Eng. e Prof. Antônio César

Veja outras reportagens, notícias e Dicas e Palestras sobre Gestão de Empreendimentos e Negócios, nas seções Serviços, Notícias, Treinamento e Depoimentos do portal ACOMP www.acomp.com.br

Conheça o Manual de TIC da ACOMP

------------------------------------------------------------

Consulte-nos >> Tel. (21) 2445-5444, horário comercial, de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas.

Conheça também as Palestras da ACOMP com o Eng. e Prof. Antônio César.

 

Palestras e Treinamentos da ACOMP - Clique Aqui, para mais informações !

 

Visite o Portal ACOMP e veja as seções: Serviços, Depoimentos, Treinamento, Notícias e Novidades. São mais de 250 (duzentas e cinquenta) entrevistas, reportagens e matérias com Dicas de Negócios da ACOMP, além de muitos outros serviços disponíveis on-line.

Veja aqui o Perfil do Eng. e Prof. Antônio César

Veja a reportagem - Por que contratar uma Consultoria ?

Perguntas e Respostas sobre nossos Serviços

Depoimentos de quem já contratou os Serviços e Palestras da ACOMP !

Leia mais sobre outras Pesquisas e Estudos da ACOMP

Contrate a ACOMP Consultoria e Treinamento para executar o Planejamento Estratégico do seu Empreendimento, ou melhorar a Operação. Com a expertise em gestão e varejo da ACOMP, seus lucros aumentam, Você trabalha menos, sua Equipe fica mais motivada, e o resultado global é muito melhor. Consulte-nos >> Contatos .


 

ACOMP Consultoria e Treinamento

Clique aqui para conhecer os Serviços da ACOMP

 

 

ACOMP Consultoria e Treinamento
"Soluções em Negócios"
Tel. 55 (21) 2445-5444 /
Celular: (21) 99676-9040
www.acomp.com.br - O site do Empresário !