Revista ACIJA - Número 07 - Outubro de 2000

Franquia. Uma boa opção para o Empreendedor Brasileiro

Os americanos, através de pesquisas, estimam que 50% da economia do seu país, até o ano 2.000, será gerada a partir de pequenos negócios devido a crise das chamadas “mega-empresas” , as quais já demonstraram que seus sistemas de administração não são mais eficazes, exigindo uma ampla reformulação e enxugamento, demitindo pessoas de um bom nível, que com suas indenizações vão procurar abrir seu próprios negócios.

Outro fator é o estresse das grandes cidades onde o “vai e vem” para o trabalho tem sido muito desgastante, obrigando as pessoas a perderem várias horas nos engarrafamentos de trânsito, situação esta que tende a se agravar.

Por último a vontade de ter seu próprio negócio, que depois da casa própria e do automóvel, é o maior desejo de qualquer pessoa.

No Brasil com a crescente evolução da automação dos postos de trabalho, a abertura do mercado de informática e de telecomunicações devido a globalização da economia, já não são gerados empregos na mesma proporção do aumento de faturamento de nossas empresas, criando com isto uma necessidade de se alocar jovens recém formados em atividades produtivas, diferentes dos antigos empregos em multinacionais ou cargos públicos.

Acontece que ser Empresário não é para quem tão somente quer, e sim para quem sabe e possui recursos mínimos para isto.

O Governo Brasileiro incentivou esta adaptação através do SEBRAE que orienta os candidatos à empresários em todas as etapas de criação de sua empresa, seja ela de comércio, serviços ou indústria. A ACOMP complementa este trabalho executando um Estudo de Viabilidade Econômico / Financeira Personalizado para estes pequenos empresários, isto a um custo acessível, possibilitando aos mesmos multiplicarem dezenas de vezes as chances de terem sucesso.

Existe ainda um modelo muito procurado que é o Franchising, modelo este de negócio já bem explorado pelas montadoras, empresas de petróleo, e etc., nos EUA, que porém face à alta demanda por novos negócios no Brasil, vem crescendo ao ponto de hoje representarmos o terceiro maior mercado de franquias no mundo, precedidos somente pelos EUA e Japão.

Os principais motivos que levam um candidato a empresário optar por uma franquia, normalmente são: Orientação geral sobre negócios e gestão da empresa, formatação do negócio, treinamento comercial, estratégia de marketing definida, estabelecimento de fornecedores e marca conhecida.

O candidato a franqueado deve contudo pesquisar bem o franqueador junto aos atuais franqueados por serem estes a melhor fonte de informação sobre o relacionamento, prestação dos serviços, divulgação, treinamento e etc.

É importante que se observe a relação custo / benefício da franquia, considerando-se não somente a taxa de franquia, mas também os termos da COF Circular de Oferta de Franquia, os royalties que serão pagos, bem como taxas de publicidade, taxas cobradas sobre as compras e taxas de serviços, além do capital de giro necessário ao negócio, prazo de retorno do investimento e por fim a lucratividade esperada.

Normalmente aconselhamos os que nos procuram a fazerem primeiro o Curso de Como Iniciar seu Próprio Negócio, e o Curso de Franchising ambos do SEBRAE, para um conhecimento prévio dos sistemas. Após este passo, a ACOMP poderá auxiliá-lo com o Estudo de Viabilidade do Negócio, que poderá ser uma franquia ou não, conforme o perfil candidato, capital disponível, ponto comercial, produto a ser comercializado, preços praticados no mercado e promoção necessária. Logo a seguir será necessário fazer uma Pesquisa de Mercado de maneira profissional. Esta Pesquisa irá confirmar ou não a demanda no local previsto, hábitos de consumo, formato mais apropriado e etc.

É de importância fundamental que o candidato a franqueado quando da escolha de uma empresa de assessoria e consultoria para auxiliá-lo na seleção do tipo de negócio que vai operar, seja ele franquia ou não, não confunda empresa de assessoria e consultoria com corretores de franquias, pois as empresas de consultoria normalmente não comercializam franquias, tem como Cliente o candidato a empresário, e por isto irão ser sinceras na avaliação da melhor opção e forma de negócio. Já os corretores de franquias possuem um vínculo muito forte com o franqueador, são remunerados por ele, o que poderá pesar na avaliação.

Para aqueles futuros empresários que não querem se submeter aos rigores de uma franquia, não consideram a relação custo / benefício favorável, ou ainda sonham em franquear seu negócio no futuro, porém não abrem mão de montar sua empresa de maneira profissional, a ACOMP desenvolveu o Plano de Assessoria Comercial Personalizada, o primeiro e único no Brasil, que visa dar assessoria aos empresários desde a elaboração do Estudo de Viabilidade de seu negócio, passando pela Pesquisa de Mercado, execução de Projetos, Consultorias, Treinamento, Formatação, Gerenciamento de obras até o estabelecimento do preço de venda dos produtos. Nosso trabalho foi reconhecido por diversas entidades e empresas, o que nos levou a ter vários artigos publicados em jornais e revistas de grande circulação e no livro “ O Comércio no Brasil “ “ Iluminando a Memória” da Confederação Nacional do Comércio.

Seja qual for sua opção, faça um planejamento e mãos à obra, o otimista pode errar, porém o pessimista já errou. Só não se esqueça de manter os pés no chão, seu empreendimento é um negócio e por isto deve dar lucro, caso contrário será só uma aventura.

Eng°. Antônio César Carvalho de Oliveira - Diretor da ACOMP Consultoria e Treinamento.

 

ACOMP - Consultoria e Treinamento   (21) 2445-5444  -  www.acomp.com.br